Site: www.eupsicanalista.com.br Faz atendimentos psicanalítico online."/>

Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020

Edson Carlos de Sena

Edson Carlos de Sena - psicanalista, psicopedagogo, pedagogo, pós-graduado em Revisão de Texto, biblioterapeuta, estudante de Letras (graduação) e Autismo (pós-graduação), escritor... bemólogo (seguidor e fundador da Bemologia- uma nova "ciência" e uma nova "religião".
Site: www.eupsicanalista.com.br Faz atendimentos psicanalítico online.

Ver todas as colunas

A homofobia pode ser um transtorno psicológico?



Essa pergunta por mais tendenciosa que pareça ser, pois podemos pensar que há um objetivo de favorecer a indivíduos que, na visão de muitos, se comportam de modo desumano e desajustado por serem intolerantes à diferença. No entanto, esse não é o objetivo proposto nesta introdução de reflexão. O que queremos, aqui, é questionar: qual a postura que devemos tomar frente a atitudes de indivíduos tidos como homofóbicos e como ver estes por um olhar clínico psicológico geral?

Antes de continuarmos, vamos fazer uma análise sobre a história, de modo particular a brasileira.

Nascemos, em maioria, em um contexto socioeducacional desfavorável, em que quem ensina já está em um contexto desfavorável, não nos referimos aos professores, apesar de que muitos destes também podem serem incluídos, mas estamos falando dos nossos pais, familiares, amigos, colegas, etc. No passado próximo e por que não dizer também atualmente, muitas crianças foram e são, em grande parte, ensinadas por meio das palavras ou dos exemplos a serem avessas às pessoas que se comportam de modo diferente, principalmente aos homossexuais. A prova disso é, muitas vezes, a demonstração de medo dessas para com esses.

Muitos adolescentes sentem culturalmente a necessidade ou, talvez, a falsa necessidade de se resguardar de perigos que vão de encontro aos seus modos de viver e veem nos homossexuais, muitas vezes, uma ameaça às suas integridades sexuais. Isso é confirmado quando entramos em contato com grupos menos favorecidos economicamente, mas também é visível em grupos economicamente favorecidos, pois todas, ou melhor, grande parte dessas pessoas (adolescentes) podem ter tido uma educação deficitária, isso no amplo sentido da palavra educação.

Se entrevistarmos nos consultórios pessoas com aversão aos homossexuais poderemos entender que muitas têm tal postura sem, no entanto, ter uma explicação lógica, mas agem assim por um impulso que se caracteriza, em uma análise psicológica, autodefensivo.

Mas a homofobia não se caracteriza somente por questões socieiseducacionais, pois em uma visão de investigação psicológica podemos compreender que outros fatores também influenciam, como outros transtornos psicológicos, como sintomas podemos ter: pessoas que temem perderem o controle sobre suas próprias opções sexuais.

Novos estudos precisam serem feitos para investigar as causas da homofobia e, se de tal for caracterizada como transtorno psicológico, indicar possíveis tratamentos. Mas nada impede que uma pessoa que sinta repulsa inexplicável a pessoas homossexuais procure ajuda de profissionais qualificados (psicanalistas, psicólogos etc.).










Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.