Segunda-Feira, 17 de Maio de 2021

A Outra Face do Ser Humano



Ser humano fonte de vários mistérios. Até onde se é capaz de chegar para atingir um alvo?

O mais bondoso dos homens também pode mostrar-se cruel quando se vir acuado. Personalidades obsessivas num ser tão prestativo e amigo. Ser astuto, calculista e também de nobres sentimentos.

Pensamentos obscuros e maquiavélicos quando sente que não vai conseguir o que quer. Ódio, obsessão, cobiça e inveja, sentimentos na sombra de um sorriso, um belo sorriso. Palavras amigas ditas sob um olhar traidor.

Ate aonde vai à maldade de um ser humano? Há limites para um coração amargo e aflito? Seres humanos que vestem capas em branco e preto e por detrás da meiguice poderá esconder a outra face.

Não existe “te ajudo”, sem querer nada em troca. “Eu te amo”, sem querer ouvir: eu também. O “você é competente”, sem que se pense - eu sou mais!

A maldade anda de braços dados com a bondade, Seres imperfeitos na ilusão do perfeccionismo.

Não há luz sem escuridão como não há escuridão eterna, enquanto se concorda com tudo todos são seres pacíficos. Porém, na guerra do eu posso mais, sempre nascera sentimentos sombrios e um coração pronto para instigar e fazer aflorar a outra face do ser humano.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.