Quarta-Feira, 1 de Dezembro de 2021

Thales Kroth de Souza

Thales Kroth de Souza é profissional de serviços financeiros, Tecnólogo em Gestão Financeira pela Unisinos, Técnico em Contabilidade, Bacharelando em Administração, Colunista em sites sobre finanças, tecnologia e relacionamentos.

Ver todas as colunas

Depressão, direitos e responsabilidades



O ser humano tem o direito de ser feliz e a responsabilidade de não deixar as pessoas tristes.

Realmente, são frases de efeito que fazem milhares de pessoas continuarem seguindo suas vidas, seja porque desejam somente existir ou por conta de não serem mais notadas pela sociedade, há muitas que ainda procuram o foco, a semente ou a faísca para chamarem momentos bons e com sensações boas de viver a vida.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a depressão afeta mais de 300 milhões de pessoas no mundo, 11 milhões só no Brasil. (Dados de 2018) Essa perspectiva tende a aumento por conta da celeridade de amostras pela sociedade virtual, estimativas para desenvolvimento econômico, ansiedades, estresses, preocupações que levam a casos os quais afetam a psicologia humana de pessoas debilitadas, são diversas causas para uma pessoa possuir depressão, porém a perda de uma pessoa ou da capacidade de gerir a própria vida são as principais.

Quando uma vida perde o controle? Muitos curiosos poderão dizer que com dinheiro, problemas familiares como discussões constantes, bebidas, sexo, drogas e faltas de educação na família por descuidos são exemplos fáceis de se construir. A tristeza profunda, aquela que afeta a alma, parece ser uma fonte incalculável de se extrair. Metodologias de ensino são interessantes para o aprendizagem de milhões de pessoas, a questão é que cada pessoa tem uma visão e experiência de se viverem fatos, por isso a complexidade de se trazer uma solução plausível é mais demorada.

O amor é capaz de se combater qualquer mal. A verdade é que todo apego seja a um credo, pensamento, negócio ou pelo convívio de pessoas positivas aumentam a probabilidade de situações tristes ou humilhantes serem assunto para se virar o jogo. Dias cinzas todas pessoas têm, agora a criatividade, o talento para se levar na esportividade não se condiz com a seriedade de momentos. O segundo lugar é tão importante quanto o terceiro ou o primeiro, se verificar o quanto o personagem se doou para conseguir a qualificação, não se jogará fora todo o esforço empenhado, assim, a comemoração independente do grau de colocação se valerá a pena ser exaltada.

A senhora possui dificuldade de reaver momentos que conseguiu vencer? O senhor só tem visto azar em sua vida, principalmente no amor? Bem-vindo ao time. Aqui na Banda do Sargento Pimenta e Seus Corações Solitários só a uma colher de chá para se virar qualquer jogo: traçar objetivos para seu futuro. E quando se pensa nisso, qualquer atividade é válida para por seu corpo, família, a si mesmo no foco de poder ser uma celebridade, rico, intelectual, sociável, ter amigos, ter um amor. Você precisa reafirmar para si: quem sou, onde estou e aonde vou. Isso fará toda a diferença quando olhar para trás, por enquanto, olhe para frente.

As ações podem machucar, eu sei, você sabe, mas as palavras podem machucar mais. Não encare nenhum conflito sozinho, busque orientação, auxílio ou pessoas que estão prontas para estarem do seu lado.

Entre ser e estar prefira ser quem tu és e estar onde quiser, todavia não se esqueça: para grandes direitos exigam grandes responsabilidades. Pense nisso.

Envie para ksthales@gmail.com dúvidas, informações, sugestões e comentários.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.