Sexta-Feira, 20 de Maio de 2022

Suzi Barboza

Susy Barboza é escritora, poetisa e compositora e quer compartilhar pensamentos

Ver todas as colunas

Filho, quero ser seu super herói



Filho, quero ser seu super herói

 

Eu voltei a estudar. Resolvi seguir o exemplo de minha mae porque entendi que, se estamos vivos, temos que prosseguir. Porque o cérebro para se não cultivarmos nele, incessantemente, os sonhos, os bons sentimentos, a esperança e fé. Simplesmente morre...

Estive pensando em você e quero que  pense em teu filho, porque você travou, estagnou... Não quero que morra, afinal existe saída. Eu torço pelo teu sucesso, vitorias e conquistas.

Nossa vida filho, como no vídeo game, é uma sucessão de fases, com conquistas e vitorias e elevação de níveis... Lembra dos chefões ao final das fases? 

Pois é, meu filho, voce esta hoje perdendo muitas batalhas para o Big Boss chamado DROGAS.

Me lembro de voce, quando pequeno, todo determinado, não desistia diante das dificuldades do jogo, ate o fim, quando vencia.

Lembro do acidente, da sua força de vontade para reaprender a lembrar, falar, andar. Estávamos juntos, sua dor era minha  , sua luta na reabilitação foi difícil, mas voce se mostrou forte e, determinado, venceu, superou também essa fase, me enchendo de orgulho por ser um vencedor e de gratidão a Deus por você fazer parte de minha vida.

Agora meu filho, a tua dependência é o que me faz lutar, com mais garra ainda, pra não te perder. Você nunca esteve sozinho e no entanto agora se isola, me deixando em aflição, esperando, sem saber onde anda, sem entender onde as coisas se perderam de nós... Ou onde nos perdemos de tudo que era bom...

Retoma, filho, a tua vida. Volta...

Retorna ao tempo da inocência que se perdeu, para a escola que abandonou, para os sonhos que esqueceu. Volta pelo seu filho, para poder ensinar, aprender outro caminho. Vence essa fase, passa esse nível para ajudar seu filho a fazer o dever, chutar bola, dar o beijo que faz sarar, explicar tudo, como funciona, como se apaixona, porque existe a dor... E o amor.

Porque ter filho é assim :

Entender matemática e somar sentimentos, dividir alegrias e subtrair tristezas...

É muito difícil, pra mim hoje, me descobrir como simples mortal, de mãos atadas ante suas escolhas, vulnerável a dor que seus atos vêem causando em nossa vida.

Mas eu não tenho escolha, filho, não posso desistir de voce. Ontem te prendi em meus braços. Estava, desesperadamente lutando pela tua vida, pela minha vida, pelo seu filho, seu futuro, seu trabalho, inteligência, integridade moral e mental.

Para continuar te livrando do lobo mau que, desde o tempo em que se escondia no armário, em baixo da cama ou no escuro, vem tentando te devorar.

Estou aqui, filho, pronto a te ajudar. Desejo que possa ver crescer teu filho e que, no decorrer da vida ele reconheça em você o super herói que eu sempre quis ser e ainda não fui...

Mas que ainda posso ser, se você acreditar em mim.

 

 

Suzi Barboza

Depoimentos

02/03/02












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.