Sábado, 21 de Maio de 2022

Gustavo Moraes

Gustavo Moraes trabalha com desenvolvimento e marketing online e acompanha há anos o mercado de internet, tendências e novidades do mundo digital.

Ver todas as colunas

Google lança nova rede social para enfrentar Facebook



Com o rápido crescimento do Facebook, o Google não poupou tempo para lançar um novo produto que faça frente ao site dominante no que se refere à redes sociais.

Trata-se do Google+ Project.

Embora o próprio Google não considerar o Google+ uma rede social, suas características remetem a muitos recursos encontrados no Orkut e Facebook.

Com o slogan “Compartilhamento da vida real repensado para a web”, o site permite que os usuários criem diferentes círculos de amigos ao arrastar e soltar contatos do Gmail em um grupo específico. Ele foi projetado para o compartilhamento com determinadas pessoas, como os colegas da faculdade e amigos mais próximos. Neste caso, a ferramenta difere do Facebook, cujas informações são disponíveis para todos os amigos virtuais do usuário ou para quem está conectado à rede.

"Na vida real, temos paredes e janelas, e eu posso falar para você sei que está na sala. Mas no mundo on-line, você chegar a compartilhar com o mundo todo", disse Bradley Horowitz, vice-presidente de gerenciamento de produto do Google.

É possível também que sejam enviadas mensagens de texto em grupo, além da utlização de um chat com vídeo.

Ainda em fase experimental, o serviço é disponibilizado para um seleto grupo do Google. Na página inicial do Projeto Google+, há o seguinte comunicado: “Neste momento, estamos testando o produto com um grupo pequeno de pessoas, mas em breve o Projeto Google+ estará disponível para todos. Deixe seu e-mail conosco e avisaremos você assim que convidarmos mais pessoas para participar.”

 

 

 

O Google+ é um site? Sim e não. Na verdade o site leva a uma ferramenta onde o internauta, dono de uma conta Google, monta e gerencia seus Círculos de amizade, muito semelhantes às listas do Facebook e do Twitter. Mas o funcionamento, em geral, está espalhado pela Web, a partir de marcadores sociais (âncoras) como o botão +1 para conteúdos, dentro e fora de produtos Google.

 

Google VS Facebook

Mas o que mais incomoda à gigante de buscas é o fato do Facebook estar conseguindo levar para sua casa todo o tráfego Web. 

Em maio, 180 milhões de pessoas visitaram sites do Google, incluindo YouTube, em comparação com 157,2 milhões no Facebook, de acordo a comScore. Mas os usuários do Facebook olharam 103 bilhões de páginas e gastaram em média 375 minutos no site, enquanto os usuários do Google visitaram apenas 46.3 bilhões de páginas e 231 minutes. Isso é ruim para a publicidade. Em especial para os anúncios do tipo display, e com segmentação por contexto.

Conclusão

A verdade é que o Orkut caiu rapidamente no único país que ainda possuía milhões de usuários, o Brasil. Diante dos fatos, a esperança agora é o lançamento de um produto que realmente traga algo de novo à internet e que possa finalmente competir com o Facebook.

Não podemos prever se o Google Project vai dar certo e se cairá no gosto popular, mas o que sabemos é que a empresa já provou ser capaz de criar produtos incríveis e que se este novo lançamento der certo, provavelmente revolucionará a forma como navegamos e interagimos na web.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.