Segunda-Feira, 25 de Outubro de 2021

Lucas Pelisari

Lucas W. Pelisari é escritor, formando em Investigação Forense e Perícia Criminal. Cursa Direito e atua profissionalmente no marketing. Sua especialidade é empreendedorismo e marketing digital.

Ver todas as colunas

Investir em marketing nas redes sociais vale a pena para imóveis?



Você sabia que investir em marketing nas redes sociais vale a pena para imóveis? Isso mesmo: quem quer vender um imóvel, desde um proprietário até uma imobiliária ou corretor, precisa fazer alguns investimentos relativamente simples em Marketing nas redes sociais para conseguir vender mais facilmente o bem que tem em sua posse, seja qual for.

Hoje em dia, as plataformas como Facebook, Instagram, Twitter e TikTok estão entre as mais populares do Brasil, com público de todos os tipos, vertentes e interesses. Por isso, é importante saber como usá-las para conseguir fechar mais vendas de todos os tipos, incluindo aí de apartamentos, casas e todos os tipos de imóveis.

Quer entender porque investir em marketing nas redes sociais vale a pena para imóveis? Então siga a leitura do artigo abaixo para entender alguns dos motivos disso!

Investir em marketing nas redes sociais vale a pena para imóveis? 5 razões que provam que sim

1. Audiência

Um dos principais benefícios das redes sociais para fazer marketing é a sua ampla audiência, o que garante que você provavelmente encontrará o seu público consumidor lá.

Para se ter uma noção, o Facebook tem 127 milhões de usuários brasileiros cadastrados, enquanto o Instagram tem 66 milhões. Eles são as duas redes mais populares do país, mas não dá para menosprezar o volume de público também no Twitter, TikTok e muito mais.

Portanto, é seguro afirmar que, a não ser que você esteja tentando vender ou alugar imóveis em rincões muito longínquos do Brasil, provavelmente conseguirá encontrar o seu público ideal online nas plataformas.

2. Anúncios segmentados

Além de ter uma audiência gigantesca, as redes sociais também permitem o uso de anúncios segmentados com base em vários elementos e dados, o que permite que a sua propaganda seja muito mais otimizada e, portanto, barata.

Por exemplo, suponha que você queira vender imóveis em Paulínia. Antigamente, você poderia anunciar no jornal local, mas:

  •      nem todo mundo da cidade iria ler;
  •      nem todo mundo teria o dinheiro para investir;
  •      nem todo mundo teria o interesse nisso.

Resumindo: você pagaria milhares de reais e 90% do público afetado não seria adequado para a sua estratégia. No entanto, com a segmentação das redes, dá para alcançar exatamente quem quer comprar apartamentos em Paulínia, o que permite que os seus anúncios sejam muito mais eficazes e precisos, além de mais baratos.

Em vez de anunciar para dezenas de milhares de pessoas, você pode anunciar apenas para o núcleo de algumas centenas ou poucos milhares que realmente estão interessados e garantir uma taxa de conversão maior.

3. Estrutura completa

As redes sociais oferecem uma estrutura completa para quem quer montar uma estratégia de Marketing Digital. Isso significa que é possível cumprir os três estágios de uma ação do tipo por elas.

Veja o Instagram, por exemplo. Ele permite que as páginas possam atrair novos seguidores com base no uso de hashtags e na divulgação de Reels interessantes entre o público. Esse é o primeiro estágio do Marketing Digital: a Atração.

Depois, o Instagram permite a nutrição dos seguidores com base em conteúdos de alto valor, como Stories, carrosséis de imagens e muito mais. Esse é o segundo estágio, Nutrição.

Por fim, o Instagram permite a conversão (terceiro estágio) pelo envio de mensagens diretas, por CTAs para acessar o WhatsApp e outras ferramentas do tipo.

Assim, o interessado em vender imóveis pode Atrair, Nutrir e Converter o público, tudo na mesma plataforma.

4. Mídias diferentes

Um ponto muito interessante sobre as redes sociais é que elas permitem o uso de várias mídias diferentes, algumas inovadoras, para divulgar os imóveis a vender. Além das fotos e vídeos, existem os Reels, fotos em 360 graus e muitas outras ferramentas.

Tudo isso aumenta as chances de fechar mais negócios e atrair mais pessoas interessadas nos seus imóveis.

5. Ferramentas de negociação direta

Por fim, como mencionado, as redes sociais oferecem aos vendedores uma ferramenta de comunicação e negociação direta com os usuários que têm interesse em fechar as vendas por lá.

Pelas ferramentas de chats, como o Instagram Direct ou o Facebook Messenger, é possível negociar, conversar, tirar dúvidas, mostrar fotos e vídeos, mandar áudio e muito mais para conseguir convencer o interessado a fazer uma visita e apresentar uma proposta pelo imóvel.

Além disso, dá para instalar chatbots inteligentes para fazer o atendimento mais básico, tirar as dúvidas mais primárias e poupar tempo, permitindo que você fale com o lead somente em um momento mais avançado.

Pronto! Agora que você já viu essas razões, com certeza já é capaz de entender que investir em marketing nas redes sociais vale a pena para imóveis. Com base nisso, poderá usar esses dados para vender mais casas e apartamentos, caso precise bater metas em sua imobiliária, ou simplesmente fechar a venda do seu imóvel com maior facilidade.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o tema!

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.