Quarta-Feira, 18 de Maio de 2022

Pedro Fagundes de Borba

Estudo ciências sociais na Universidade do Vale do Rio dos Sinos; escrevo para portais; me chamo Pedro Fagundes Borba.

Ver todas as colunas

Materialismo histórico dialético



    Se baseando nas características materiais da história, ou seja, os aspectos concretos que compõem uma sociedade e suas relações, Marx e Engels criaram este método para falar sobre as bases sociais, como se dão as relações sociais e se formam as sociedades. Identificam o mecanismo básico da luta de classes, consistindo em antagonismos sociais presentes nas instituições e relações, que se gasta progressivamente, terminando em revolução.

   Tal revolução consiste em tomada de poder por parte do enfraquecido na sociedade, formando uma nova, baseado nas relações sociais daqueles que tomaram o poder. Olhando desde antiguidade, patrícios e plebeus, vê como as relações materiais da sociedade, baseada em fatores materiais, determinam seus rumos e pautam as relações, movendo a sociedade. Ao esgotamento desta forma de sociedade, os oprimidos percebem sua condição e assumem o poder, modificando as relações materiais e suas formas.

     Contrariando expectativas básicas, de que tais reflexões iluminariam proletários nos países capitalistas, como França, Alemanha e Inglaterra, terminaram sendo textos influentes para um dos países mais esgotados da Europa, a Rússia czarista. Levando consigo os aspectos sociais do país e do leste Europeu, o materialismo histórico dialético, encabeçado pelos bolcheviques, serviu como base para a revolução destes países, fazendo com que suas características e formas sociais fossem influenciadas e marcadas por isto, também se modificando, mas mantendo suas características políticas. Foi, então, a União Soviética influenciada por estas duas formas, sua estrutura política dos países em que existiu e o materialismo dialético, numa sociedade ainda sem os mecanismos propriamente capitalistas ocidentais.

       Por fim, tal método continua se mostrando relevante em vários de seus aspectos, embora não seja o mais adequado, mas pela capacidade de demonstrar as mudanças sociais ocorridas no período em que se debruçar e, possivelmente, ainda sob o capitalismo e seu destino. Observando as mudanças materiais que ocorrem de uma sociedade para a outra, as modificando, o método marxista mantém sua relevância, também devendo ser aplicado cuidadosamente em sociedades por ele inspiradas.












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.