Site oficial: edsonluizpocahi.net"/>

Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019

Edson Luiz Pocahi

Pesquisador, empreendedor digital, fundador e administrador da rede social Ignotus, e escritor, autor da série interativa de ficção espírita "Vida, Caminho e Destino"

Site oficial: edsonluizpocahi.net

Ver todas as colunas

O acaso e o Dia dos Namorados



É Sábado. Sábado à noite. Em um lugar de Sydney, o “acaso” vai atuar novamente. Ele percorre todo o globo, pode estar em vários lugares ao mesmo tempo, nos mais diversos horários, nas mais diversas maneiras de se manifestar, às vezes não nos damos conta que ele, o “acaso”, está sempre à espreita, sempre mirabolando novas maneiras de nos surpreender.

 

Robert trabalha em uma corretora de seguros, aos finais de semana, entre uma folga e outra da faculdade, curte viajar e surfar, assim como outros tantos jovens australianos. Quando fica em Sydney, adora sair com os amigos no sábado à noite. Em uma danceteria em Kings Cross, ele está se divertindo com os amigos, quando olha para a sua esquerda, e vê pela primeira vez, Lissa. Ele fica hipnotizado, há uma magia no ar, algo estranho, talvez familiar, mas como uma desconhecida seria familiar? Esse é só mais um truque do dele, do acaso?

 

Lissa, estudante de arquitetura na Universidade de Sydney, é uma jovem australiana que mudou-se para a cidade recentemente para estudar. Conseguiu trabalho em um loja de departamentos, e está com muitos planos para o futuro. Se formar, abrir o seu próprio escritório de Arquitetura em sociedade com algumas colegas do curso, já está tudo sendo planejado.

 

Apesar de os dois se olharem nessa noite, nada mais aconteceu. Uma situação estranha ocorreu, e a sensação de que algo mais deveria ter ocorrido, pelo menos, foi o que pensou Robert. Lissa, comentou sobre Robert com as amigas, mas nenhuma delas o conhecia. Fim de noite. Uma nova semana começa.

 

Na terça-feira, Robert estava trabalhando normalmente quando recebeu uma ligação triste, seu primo, Alex, havia sofrido um acidente de carro, e não resistiu, assim como a sua namorada. Os dois tiveram a vida abreviada em uma rodovia na região de Sydney.

 

Robert, no dia seguinte, estava no Rookwood Cemetery, com a difícil missão de se despedir de Alex. Após isso, em seguida, poucos metros dali, era a vez das pessoas se despedirem da namorada de Alex, linda jovem, estudante de arquitetura, com muitos planos pela frente, de montar o seu escritório com as amigas, planos que nunca serão realidade para Mary.

 

Sim! O acaso surgiu novamente, desta vez em um momento de dor, mas como eu disse antes, ele surge nas mais variadas situações e momentos, se não fosse assim, ele não seria o acaso. Robert, aquele que Lissa fitou na danceteria no fim de semana passado, era primo do Alex, namorado de sua querida amiga Mary, que jamais será a sócia de Lissa no escritório de arquitetura.

 

- Meu nome é Robert, preferiria ter falado contigo no sábado, onde estávamos alegres, e não aqui, desse jeito. Você conhecia a Mary, namorada do Alex?

- Sim! Ela era minha colega, minha amiga. Sou Lissa.

 

O acaso mais uma vez saiu vencedor, triunfante, com o dever cumprido, deixou a cena com um sorriso maroto no rosto, já arquitetando sua próxima investida.

 

O final dessa história você já deve estar imaginando, e é mais ou menos por aí mesmo, eles estão casados até hoje. E você? E a sua história com o amor? Teve interferência também dele, do acaso?

 

Não deixe essa história ficar sem emoção, sem aventuras, sem surpresas, e por que não, sem acasos. Aproveite a data do fim de semana para fazer algo diferente, algo além da rotina, porque namorar faz bem, rejuvenesce corpo e alma. Aproveite o Dia dos Namorados!

 

Edson Luiz Pocahi

Escritor

http://edsonluizpocahi.net

https://facebook.com/escritor.EdsonLuizPocahi

 

 










Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.