Sexta-Feira, 20 de Maio de 2022

Douglas Silva

Douglas Silva é Escritor, Poeta e Psicólogo formado pela Faculdade de Jaguariúna.
Nascido em 1983 na cidade de Mogi Mirim (interior de São Paulo), atualmente reside em Mogi Guaçu, cidade vizinha. Possui várias publicações em Antologias nacionais, internacionais e é autor dos Livros de Poesias 'Vozes da Alma', 'Renascendo Amores e Poesias', do Romance 'Destinos' e do livro de Pensamentos 'Momentos & Reflexão'. Em 2016 se tornou colunista do Jornal A Comarca de Mogi Mirim e do Portal Jundiaí online, onde escreve sobre saúde e comportamento.
E em 2018 foi lhe concedidos pela – OMDDH Organização dos Defensores dos Direitos Humanos o Título de Embaixador da Paz e o Título honorífico de Destaque Social-Cultural
Membro de Academias de Letras:

* Membro Acadêmico Correspondente ARTPOP – Academia de Artes de Cabo Frio – Rio de Janeiro. 2011

* Membro Acadêmico Correspondente da ALAV – Academia de letras y artes de Valparaíso- Chile. 2011


* Membro Acadêmico Efetivo 'Academia de Letras Menotti del Picchia' / FALASP – Itapira – Estado de São Paulo

* Membro dos POETAS DEL MUNDO (entidade com sede no Chile).

* Embaixador da Paz Entre as Nações- OMDDH

Prêmios Recebidos:

* Ganhador do Prêmio Revelação Poética 2010, pela ARTPOP – Academia de artes de Cabo Frio – Rio de Janeiro.

* Ganhador do Prêmio Interarte 2011 Categoria Destaque Artístico (poesia) pela Academia de Letras de Goiás.

* Menção Honrosa com a poesia 'Saudades' Concurso de poesia 'Carlos Cezar', pela Casa do Escritor de Mogi Guaçu União Brasileira de Trovadores. 2012

* Ganhador do Prêmio Luso-Brasileiro de Poesia melhores Poetas de 2013

* Ganhador do Prêmio Literarte melhores do Ano Literatura – 2016

* Ganhador 2° lugar do concurso de Poesias Biblioteca Municipal de Mogi Guaçu - 2016

* Outorgar como Embaixador da Paz Entre as Nações e com o Título honorífico de Destaque Social- Cultural 2018- OMDDH


Obras Publicadas:

* Vozes da Alma (Poesias) 2010

* Destinos (Romance) 2014

* Renascendo Amores & Poesias (Poesia) 2016

* Momentos & Reflexão - 2019

Publicações Antologias (Nacionais)

* Antologia Raciais – 2008

* II Antologia Nacional de Poesia Novos Poetas Novos Talentos – 2008

* III Antologia Delicatta -2008

* Antologia Prêmio Galinha Pulando -2014

* I Livro dos Momentos Coletânea Poesias - 2019

Publicações Antologias (Internacionais)

* Antologia Latinidade Poética -2009

* Antologia Pontes dos Sonhos, do Brasil para Frankfurt – 2010

* Antologia Brasil mais que um país, uma inspiração, do Brasil para Guadalajara – 2010

* Antologia Tesouros brasileiros, Brasil- Egito Via Cairo – 2011

* Antologia 'Palavras sem Fronteiras' do Brasil para Buenos Aires- 2011

* II Antologia Brasil mais que um país, uma inspiração, do Brasil para Guadalajara – 2011

* I Antologia Prêmio Luso-Brasileiro de Poesia melhores Poetas – 2013

* I Antologia Tributo a Evita Perón Buenos Aires – 2015

Publicações em Revistas Literárias:

* Revista Cultural Viva Cultura de Varginha MG – 2010

* Participou da Revista Varal do Brasil - Genebra/Suíça – 2011

* Participou da Revista Varal do Brasil – Genebra/Suíça Edição Especial Sobre o Amor – 2012
* Participou da Revista Varal do Brasil – Genebra/Suíça Edição 20 Mulher: Um Universo – 2013
* Participou da Revista Varal do Brasil – Genebra/Suíça Edição 21 Varal do Amor – 2013

* Participou da Revista Divulga Escritor – 9 Edição -2014

Participações em Exposições de Artes e Poesia:

* PARTICIPAÇÃO NO VI SALÃO DE ARTES PLÁSTICAS MULTIPLUS - EXPOSIÇÃO ARTES COM POESIA GALEÃO RIO DE JANEIRO- Brasil

Participação em Bienais e Feira do livro:

* Bienal do Livro do Rio de Janeiro - Brasil 2011 Lançamento (Vozes da Alma)

* Bienal Internacional do Livro de São Paulo - Brasil 2014 (Destinos)


Projetos Idealizados:

* Ler além da Escola - Implantado nas cidades de Mogi Mirim e Conchal- SP
* Criatividades Sem Limites - Implantado na Associação da Pessoa com
Deficiência de Mogi Mirim.


Compre minhas obras pelo site:

http://www.douglassilvapsico.wix.com/arte-psicologia

Redes Sociais:





Últimos artigos

Ver todas as colunas

O luto e a Luta



Todos os seres humanos passam por perdas. Afinal, nossa relação com as outras pessoas nos proporcionam o fortalecimento de vínculos que nos permite a experiência de sentir e descobrir diversas maneiras de amar. Qualquer relação mais próxima nos dá a oportunidade de entrar em contato com esse sentimento tão bonito. Podemos ilustrar este tipo de relação entre pais e filhos. O amor é incondicional devido à troca de respeito, de carinho e de amor que a relação proporciona desde o planejamento até a formação de uma família. Os vínculos afetivos que se formam favorecem para o aumento da cumplicidade entre os familiares que são preponderantes para alimentar o sentimento de amor entre os indivíduos. Mas será que estamos preparados para viver a perda de um laço afetivo tão forte? Quanto maior for o laço afetivo, maior será a dor da separação, e, isso nos causará sentimentos de indignação, de revolta, raiva e tristeza.  Aquele sentimento de desolação nos contamina, e muitas vezes, não encontramos força e nem explicação para nosso sofrimento. Isso pode durar meses e até anos, afinal, cada pessoareage de formas diferentes para enfrentar a perda. Quando estamos diante da perda de alguém próximo, a falta desta pessoa faz com que nos sintamos vazios. E como lutar para não viver este sentimento? É inevitável passaremos pelas fases do luto que serão mais intensas ou não dependendo dos vínculos afetivos que construímos com as pessoas. Perder um filho, não é o mesmo que perder um amigo. Mas certamente nos deparamos com “a negação”, na qual é o momento que nos parece improvável aceitar a perda, sendo que a nossa incapacidade de acreditar que tudo é real se torna mais intensa. Eis que surge “a raiva” como é possível acreditar? A negação toma forma e pensamentos de “porque isso esta acontecendo comigo?” surge. Tudo nos parece inverdade, passando até o consolo das pessoas a nos afrontar. Fato este que nos leva a negociação do luto, pois tudo começa a fazer sentido acerca da perda, e perante isso se tenta “negociar”, na maioria das vezes com Deus, causando mais sofrimento por haver uma mistura de negação e culpa. Que nos levará ao sentimento da “depressão”. Ter consciência da perda é inevitável. Não há como mais negar a perda. Há um espaço vazio que a pessoa deixou e junto a este sentimento, sonhos e todas as lembranças passam a criar outra forma dentro de nós ao ponto de quase desistirmos de viver. Mas nem tudo se perde, afinal ainda estamos vivos com nossos projetos, nossos sonhos e mesmo que demore a elaboração da perda teremos a oportunidade de se ver diante da “a aceitação” que passa ser a última fase do luto. Esta fase é quando o indivíduo aceita a perda e este sentimento se transforma em paz e serenidade criando espaço para que a negação vá embora sendo preenchida por uma nova perspectiva diante da perda. Devemos ressaltar que a elaboração do luto é particular a cada pessoa o apoio nesse momento é fundamental, e, que muitas das vezes, sozinho é muito difícil de superar. Em alguns casos é melhor procurar ajuda de um profissional especializado. Afinal, as fases do luto e a luta, não possuem um tempo predefinido para acontecerem. Depende da perda e do vínculo afetivo entre as pessoas. Portanto, não espere viver este processo para dizer que ama, a dor pode ser superada, pois a saudade e as boas lembranças devem ficar, porém a luta em relação ao luto começa toda manhã quando lhes é permitido viver com intensidade o sentimento de amor que você deposita a todas as pessoas que fazem parte de sua vida. 

 Douglas Silva

 

 

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.