Sexta-Feira, 5 de Março de 2021

Walber Sousa

Consultor Empresarial, atua em empresas de Pequeno e Médio porte, nas áreas Administrativa, Finanças e Controladoria; Formação em Ciências Contábeis, Pós Graduação em Contabilidade Gerencial e Controladoria e MBA FGV em Gestão Empresarial.

Ver todas as colunas

Quando o Endividamento Bancário é alto, nada funciona!!!



Quando o Endividamento Bancário é alto, nada funciona!!!

110-03-2018

Cada empresa/empresário sabe o “peso” de carregar o endividamento bancário para fazer a empresa manter-se em operação.

Muitas vezes, por razões pontuais de cada empresa ou segmento, esse Passivo Bancário é fundamental para o funcionamento, só que em alguns casos torna-se “pesado” demais, chegando ao ponto de sinalizar a inviabilidade da empresa.

E aí o problema está formado!!!

Com um endividamento alto, o foco das atenções dos gestores/empresários muda por completo, principalmente a medida que a proporção/participação Dívida x Faturamento se intensifica, isso é normal, porém, não desejado.

Como resolver?

Muitas vezes o Empresário/Gestor/Gerente Financeiro, até tem alternativas, porém, essas “soluções” são “barradas” quando apresentadas ao gerente bancário; com certeza esse gerente bancário (sem desmerecer seu potencial) esta na relação defendendo seu “patrão” o Banco, e entre trazer benefícios a sua empresa ou ao banco, para ele a 2ª opção é a melhor; então esse caminho dificilmente resultará em êxito.

E o problema continua!!!

A medida que o endividamento cresce em relação ao faturamento e essa informação é facilmente identificada nas mesas de análise dos bancos, sem que você (empresário) entenda, as taxas de juros praticadas com sua empresa tendem a crescer, principalmente quando o setor de crédito dos bancos classificam sua empresa como muito alavancada financeiramente. Aí o problema fica um pouco mais delicado, linhas mais caras, seja por meio de taxas ou de garantias, e também é muito comum o corte em alguns limites, tudo isso deixa a situação ainda mais difícil.

Exerci atividade de Gestor Financeiro durante alguns anos e esse “filme” que vivi como muitos gestores, vejo se repetir em varias outras empresas que costumam nos procurar para solucionarmos seus problemas com endividamento.

Mas o problema ainda continua!!!

  A solução não é fácil. Para cada empresa um planejamento específico, para então entendermos, o perfil da dívida, os prazos, as linhas, as garantias, o desgaste ou não na relação, a capacidade de pagamento e resultado da empresa, entre outras analises; com isso temos com certeza (em muitos cases de sucesso) a condição de negociar com os credores, se preciso como costumamos dizer “no primeiro andar” já que as melhores renegociações somente são obtidas após contínuas reuniões entre as partes (representantes dos devedores x pessoal de crédito/diretoria dos bancos).

Os trabalhos são realizados na esfera administrativa somente, de forma transparente e com base em fatos e analises, com isso, blindamos o “fator emocional” que muitas vezes é colocado na mesa de negociação, quando a mesma e realizada pelos proprietários/gestores e que acabam inviabilizando a negociação para a empresa, e quando acontecem, essas negociações, tendem a beneficiar apenas aos bancos, pois atendem exclusivamente as condições disponibilizadas por eles, além de geralmente ser inserido garantias aos novos contratos.

A solução para o Passivo Financeiro está muito próxima!!!

Alongamos os prazos, reduzimos, taxas e garantias (quando possível), mas com certeza, conseguimos a melhor negociação para sua empresa; nossos profissionais são ex-executivos bancários, por muitos anos exerciam a gerencia/direção em departamentos de crédito/cobrança de grades instituições financeiras e com muito conhecimento dos tramites (de forma legal), sabem explorar de forma benéfica para nossos clientes.

Walber Almeida Xavier de Sousa – Diretor da AXS Consultoria Empresarial

www.axsconsultoria.com.br

Sorocaba, Votorantim, Piedade, Iperó, Boituva, Porto Feliz, Tatuí, Itapetininga, Araçoiaba da Serra, Itu, Salto, Indaiatuba, São Roque, Mairinque, Alumínio, Ibiúna, Capela do Alto, Sarapui, Cerquilho, Tiete, Cotia, Vargem Grande Paulista, Angatuba, Araçariguama, Alambari, Cesário Lange, Jumirim, Pilar do Sul, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, Capivari, Jundiaí, Itupeva, Cabreúva, Laranjal Paulista.

 

São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte, Goiânia, Vitória, Salvador, Fortaleza, Recife, Aracaju, João Pessoa, Natal, Belém, Manaus, Rio Branco, Palmas, Cuiabá, Campo Grande, entre outras principais cidades do país.

 

 

 

 

 

 










Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.