Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Caroline Silva Fraga

Eu sou Fonoaudióloga, Palestrante, trabalho com aperfeiçoamento da comunicação.
Eu atuo na área de Aperfeiçoamento da Comunicação há 06 anos. O que eu venho percebendo atendendo inúmeros clientes a falta de “consciência” da forma como se comunica e perdendo assim, oportunidades de conquistar um emprego ou uma promoção tão sonhada.Então, eu quero te ajudar a ter consciência a partir dicas, orientações e notícias sobre fala dicção, projeção vocal, qualidade da voz, postura corporal, expressões faciais, construção de argumentos etc.

Acesse o meu Blog pessoal: www.phvoz.com
Lá você encontrará textos enriquecedores para continuar a sua jornada de Sucesso!!

Ver todas as colunas

Revisão (parte 2): O abecedário da linguagem corporal



Olá,

 

        A linguagem corporal, de acordo com Albert Mehrabian, representa 55% sobre o qual as pessoas vão reagir e fazer suposições quando estão se conectando com você. Mais frequentemente do que parece, você não está pensando nisso conscientemente. Ao se tornar consciente, você está 50% à frente no jogo.

       A Linguagem corporal pode ser vagamente dividida entre dois tipos de sinais: aberto ou fechado. A linguagem corporal aberta é acolhedor, enquanto a fechada aparenta uma leve hostilidade e, às vezes, desinteresse. Em outras palavras, você está constantemente dizendo “Bem-vindo, eu estou aberto a negócios” ou “Sai fora, eu não estou aberto a negócios”. Você pode estar se mostrando como uma oportunidade ou uma ameaça; um amigo ou um inimigo; confiante ou desconfortável; dizendo a verdade ou dizendo mentiras.

       Se você quer mostrar que está aberto a negócios, que é amigo e não inimigo, sem precisar dizer uma palavra, precisa se abrir para o mundo nos primeiros segundos de cada encontro. Abrir a sua linguagem corporal – junto com as expressões faciais – inclui braços e pernas descruzados, olhos na direção da pessoa, bom contato visual, sorriso, caminhada e postura eretas, ombros flexíveis. Já a linguagem corporal e facial fechada, como esperado, é o oposto. Se seus braços e pernas estão cruzados de maneira defensiva, se você esconde as suas mãos, mostra pulsos fechados, evita o contato visual, se movimenta de maneira inquieta e mostra uma tendência a se distanciar, está revelando sinais de desconforto, rejeição e apreensão. A linguagem corporal fechada expõe movimentos estranhos e reduzidos dos membros.

      Você já parou para pensar, quantas vezes ao dia você lida com pessoas que não reconhecem a sua presença, que nem sequer olham para você? Dezenas, eu imagino.

      Dezenas de oportunidades desperdiçadas. A maneira mais barata, fácil e eficiente para maximizar a conexão entre você e a outra pessoa, sejam seus clientes ou colegas, seja a recepcionista ou o motorista de Uber, é olhar diretamente nos olhos deles e sorrir. Você sabe por quê? Porque quer dizer que você é honesto e está interessado neles.

     Diga-me o quão a sério você levaria o seu apresentador favorito de telejornal se ele transmitisse as notícias cabisbaixo, lendo papéis impressos e olhando pela janela? Eu acredito que ninguém o levaria a sério.

      A sua mensagem vai para onde a sua voz vai e a sua voz vai para onde os seus olhos a direcionam. Você já parou para pensar, como se sente quando conhece alguém que não faz contato visual com você? E como você se sente quando alguém faz contato? Como você se sente quando está conversando com alguém que olha para alguma outra coisa enquanto fala com você?

      O contato visual é um dos canais da linguagem corporal mais importantes da comunicação. Todos nós já escutamos que “os olhos são as janelas da alma”, mas também são a janela para a venda. Isso porque o contato visual manda um sinal inconsciente de que a confiança está no ar. Os olhos também respondem perguntas críticas quando estamos tentando nos conectar: ele está prestando atenção no que estou dizendo? Será que essa pessoa me acha cativante? Será que gosta de mim? Em um ambiente social e situações de trabalho, mudanças súbitas no contato visual falam por si só. Por exemplo, quando os olhos de alguém se estreitam, enquanto a pessoa abaixa a cabeça inclinando-a levemente para o lado e ainda mantendo o contato visual, ela pode estar sinalizando um convite para discutir algo bem privado, até íntimo. Os olhos podem mostrar um sinal de superioridade (quando a cabeça está erguida) ou hostilidade (quando o olhar está firme e no mesmo nível). Inversamente, desviar o olhar pode implicar em fraqueza e não aceitação. Então, quando estiver discutindo algo importante, tome cuidado com a sua linguagem corporal.

 

Até amanhã,

Rumo ao sucesso!!










Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.