Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019

Ricardo Rios

Mestre em Ciências Contábeis pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, Pós Graduado em Gestão Empresarial pela Universidade Nove de Julho, Bacharel em Ciências Contábeis pela Faculdade de Administração e Ciências Contábeis de São Roque.

Atua na área Contábil Tributária há 23 anos.

Ver todas as colunas

SANTA CASA, UMA NAU SEM RUMO?



Parece que sim. Não seria exagero comparar a Santa Casa, hoje, com um imenso transatlântico que está à deriva, correndo sério risco de naufragar.

Em situações assim, é fácil de ver no semblante da tripulação e dos passageiros a sensação de insegurança em que vivem, ao perceberem que o comandante da embarcação perdeu a bússola, e não sabe qual rumo tomar.

A Santa Casa de São Roque vive situação parecida. De uma hora para outra, a instituição se viu diante de uma intervenção monocrática - em que só um decide - verdadeira trombada com os antigos administradores, além de ter deixado de lado outros segmentos interessados, como o Conselho Municipal de Saúde, os funcionários do hospital, o corpo clínico e a sociedade. Uma bravata, que deu no que deu e no muito que dará.

É sabido e proclamado que as instituições filantrópicas, entre elas as Santas Casas, vêm passando por dificuldades financeiras havia muito tempo. A situação piorou a partir de 2007 com o congelamento da tabela SUS, quando o governo do PT, com o apoio da base aliada, deixou de corrigi-la em represália a não aprovação da CPMF. Daquele ano em diante, um ou outro procedimento foi parcialmente atualizado, muito aquém dos valores que deveriam ser efetivamente pagos.

Ocorre que, mesmo diante das enormes dificuldades, a Santa Casa conseguia através do atendimento particular, mais os recursos do poder público, e as receitas do plano de saúde, cobrir a trancos e barrancos a deficiente tabela SUS. O atendimento, podemos dizer, estava na faixa do razoável.

A partir de maio, uma empresa assumiu a responsabilidade da instituição através de um projeto do executivo, sem licitação, que foi aprovado pelos vereadores numa velocidade que surpreendeu a todo mundo. Os interesses que moveram a rapidez na aprovação, além do terreno dado em garantia no valor de R$ 4 milhões, estão para ser desvendados.

Os dedicados funcionários da instituição vivem o tormento de um clima de incerteza, porque não sabem como vai ser o dia de amanhã. A situação se degringolou a partir do momento em que a empresa deixou de pagar os médicos e outros profissionais da saúde, além dos laboratórios pelos serviços prestados. Com isso o atendimento parou, deixando os participantes do plano de saúde, cerca de nove mil pessoas, desamparados, o que vem gerando muita revolta.

Em reunião recente, o Conselho Municipal de Saúde entendeu, por esmagadora maioria de votos, não aprovar a empresa que se instalou na instituição, isso porque os representantes da atual intervenção e da nova empresa não souberam responder as muitas perguntas que lhe foram feitas.

Diante de tal imbróglio, é urgente e necessário que o poder constituído desça do pedestal onde acredita estar e abra diálogo com as partes envolvidas ou interessadas. Se não for assim, a Santa Casa, tal qual um transatlântico, vai emborcar e afundar definitivamente, numa situação em que todos perdem.










Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.