Sexta-Feira, 20 de Maio de 2022

Suzi Barboza

Susy Barboza é escritora, poetisa e compositora e quer compartilhar pensamentos

Ver todas as colunas

Sarau no Sertão



Sarau no Sertão  Viola em noite enluarada Chama pela amada, pelos braços teus Teu canto pela madrugada Ecoa feito pranto nesses olhos meus Agora faz brilhar a estrela Que a mulher rendeira vem para dançar Matuto, abre essa porteira E acende a fogueira pra o povo esquentar Senhora... inspira um verso triste Que meu peito insiste em fazer chorar Um coração que não desiste Bate forte, apanha, mas vai sempre amar Viola leva a esperança Que o povo não cansa de recomeçar Tem versos vivos na lembrança É assim feito criança querendo brincar Não demora o dia tá nascendo, O rio tá correndo, lá vai pescador... O sol cobrando sua paga  que é o suor honesto do trabalhador Viola vamos indo embora  vou parar na venda para descansar Se encoste no canto da porta E tome cuidado não desafinar.











Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.