Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Caroline Silva Fraga

Eu sou Fonoaudióloga, Palestrante, trabalho com aperfeiçoamento da comunicação.
Eu atuo na área de Aperfeiçoamento da Comunicação há 06 anos. O que eu venho percebendo atendendo inúmeros clientes a falta de “consciência” da forma como se comunica e perdendo assim, oportunidades de conquistar um emprego ou uma promoção tão sonhada.Então, eu quero te ajudar a ter consciência a partir dicas, orientações e notícias sobre fala dicção, projeção vocal, qualidade da voz, postura corporal, expressões faciais, construção de argumentos etc.

Acesse o meu Blog pessoal: www.phvoz.com
Lá você encontrará textos enriquecedores para continuar a sua jornada de Sucesso!!

Ver todas as colunas

Supere o seu medo do público: Você precisa brilhar



“Não tenha medo de nada a não ser do seu próprio medo”

                              Autor desconhecido

 

 

 

Olá, 

 

Quando as pessoas dizem ter medo de falar em público, do que é, realmente, que elas têm medo? A menos que esteja se dirigindo a um público hostil em uma região perigosa do mundo, você provavelmente não tem que se preocupar com violência física. Mesmo que você de repente tenha um branco ao se colocar em frente do público, é improvável que a plateia comece a jogar coisas em você ou que ria alto do seu constrangimento. Pelo contrário, todo mundo sabe que fazer apresentações é um desafio, então provavelmente seu público será compreensivo. Então, vamos analisar com cuidado do que é que as pessoas têm medo, para ver então como lidar com cada questão.

 

Medo de si. Pura e simples insegurança, um sentimento que se expressa através da pergunta mental: “Por que estou fazendo isto? Como é que vim parar nesta situação?”


Reflexos do passado. A lembrança, mesmo subliminar, de velhos fracassos escolares, quando os colegas riam de você ou o ridicularizavam.


Excesso de preocupação com o que os outros pensam. O questionamento da nossa autoridade para falar diante de tal grupo.


Má preparação. O sentimento apavorado de que a palestra precisa ser melhorada, completamente refeita ou mesmo descartada.


Falta de coragem para tentar coisas novas. O medo de fazer algo diferente.


Falta de encorajamento dos outros. Eu sei que me ajuda muito ouvir comentários como: “O grupo está ansioso para ouvir o que você tem a dizer”.


O que você deve fazer a respeito desses problemas?

- Reconheça que os outros têm os mesmos medos.
- Procure analisar de que você tem medo e por quê.
- Desenvolva uma compulsão hanging falar; perceba que você tem
coisas importantes para dizer e que você quer dizê-las.

- Prepare-se.
- Faça um curso.
- Simplesmente faça o que tiver que fazer; não há nada como fazer.
- Fale apenas de assuntos que conheça bem, assuntos nos quais você é especialista e com os quais se sinta à vontade.

 

Não é tão difícil reunir autoconfiança e coragem para falar diante de um grupo, como algumas pessoas imaginam. Não se trata de um dom conferido a poucos indivíduos sortudos. Você aprendeu a falar, o que, provavelmente, é o maior feito intelectual da vida de qualquer pessoa.

Tendo realizado isso, você também pode aprender a falar em público – não importa que essa ideia possa parecer assustadora. Qualquer um pode desenvolver essa habilidade se possuir o real desejo de fazê-lo.

Medo não é o termo adequado para a ansiedade que frequentemente acompanha o compromisso de falar em público. Na verdade, a maior parte do medo acontece antes de se chegar ao público. Quando a maioria das pessoas chega nele, o medo desaparece. Estar nervoso tem até mesmo alguns efeitos colaterais positivos. O nervosismo deixa seus reflexos mais afiados e aumenta sua energia. Quando está nervoso porque vai falar, o indivíduo presta mais atenção à postura e à respiração. Muitas pessoas ficam com aparência mais saudável e atraente devido ao nervosismo interno.

Até mesmo oradores experientes sentem a responsabilidade de dar uma palestra. Esse sentimento de responsabilidade pode variar do “quase-pânico” à alegria externa.

 

 


 

HÁ DOIS MIL ANOS, O ORADOR ROMANO CÍCERO DISSE QUE TODO DISCURSO DE VALOR ERA CARACTERIZADO PELO NERVOSISMO


 

Primeiro, começa com um desejo forte e persistente de falar para aquela plateia e entrar em sintonia com ela. Isso é mais importante do que você possa imaginar. Se um orador experiente pudesse olhar para dentro de você agora, ele poderia prever o sucesso que você terá – baseando-se simplesmente no quanto você o quer. Se perseguir esse objetivo com persistência e energia, nada poderá detê-lo.

Então, energize seu entusiasmo para esta oportunidade. Concentre-se nos benefícios. Pense no que a habilidade de se expressar de modo mais convincente significará para você, tanto pessoal quanto financeiramente. Pense no que ela significará socialmente – os amigos que ela lhe trará, a influência que você passará a ter, a liderança decorrente desse desenvolvimento pessoal. Ser capaz de se expressar bem em público é uma habilidade que tornará você um líder mais rapidamente do que qualquer outra que puder imaginar.

Em todas as áreas, uma porcentagem das pessoas desiste antes de atingir seu potencial e alcançar seu objetivo. Seu desejo de sucesso simplesmente não é equivalente ao esforço que esse sucesso exige. Você deve ficar pensando constantemente no que o SUCESSO  significa para você até seu desejo ficar em brasa. Comece seu aprendizado com um entusiasmo que o carregará até o final.

Faça tudo para reforçar esse entusiasmo. Diga aos seus amigos que você decidiu aprimorar sua capacidade oratória. Reserve um horário, todos os dias,  leia os meus posts antigos que tem dicas relevantes de como você deve melhorar os aspectos da sua voz, linguagem corporal;  pratique que está aprendendo e caso tenha dúvida, mande para mim para que possa te dar dicas de como você pode melhorar cada vez mais.

Faça com que seguir em frente seja o mais fácil possível. Dificulte ao máximo a sua vontade de desistir.

Ter um desejo avassalador é o primeiro passo para dominar o medo, conhecimento completo é o segundo. Antes de começar a falar, deve-se conhecer minuciosamente o tópico sobre o qual irá discursar. A não ser que saiba exatamente o que vai dizer, você não conseguirá se sentir à vontade ao encarar o público. E se não estiver à vontade, você deve ficar constrangido, você deve se arrepender e deve ter vergonha da sua negligência.

Pense na mensagem, depois imagine-se como o mensageiro que deverá entregá-la. As pessoas prestam pouca atenção no mensageiro. É a mensagem que elas querem. Então, coloque sua consciência nela. Coloque seu coração nela. Conheça-a como a palma da sua mão. Acredite nela e diga-a como se estivesse destinado a entregá-la. Faça isso e logo dominará a plateia e a si mesmo.

Então, insista. O medo vem da falta de autoconfiança. E esta vem da falta de prática. O processo de se tornar um orador de alto impacto nunca está realmente completo. Trata-se de uma experiência dinâmica na qual estão sempre aparecendo novos pensamentos e sentimentos. 

 

Até breve, 

Rumo ao sucesso!!

 

Blog Pessoal: www.phvoz.com










Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.