"/>

Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019

Ângela Schiezari Garcia

Educadora física; fisioterapeuta; osteopata;
radiestesista genética; microfisioterapia em formação.
Terapeuta de self-healing,leitura biológica, pós-graduada em ginástica postural corretiva,em fisiologia do exercício e em personal training.
Estágios:
* Laboratório do Comportamento Motor da Escola de Educação Física e Esportes da USP.
* Condicionamento Físico e Reabilitação Cardiovascular na Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício do INCOR HC – FMUSP.
Escritora, com livro de poesias "A Real Dualidade", publicado em 2007.

Ver todas as colunas

“Um outro olhar para a coluna de Neymar”.



Craque da seleção brasileira, menino maroto com responsabilidade de homem gigante a despertar emoções de crianças a idosos na Copa do Mundo de 2014.

Carismático, de olhos arregalados e translúcidos, ele demonstra e irradia um semblante de paz e alegria, por meio de sua incomparável habilidade motora nos campos de futebol.

Assim como outros líderes esportivos como Pelé, Oscar e Senna, Neymar teve a incumbência de representar a “energia tropical” simpática e acolhedora para os milhares de torcedores. Uma visão positiva em detrimento às sérias questões políticas, econômicas e sociais relacionadas à corrupção e a violência tão destacadas na mídia nacional e internacional.

Na expectativa de realizar o seu sonho de garoto, bem como os sonhos de milhares de brasileiros carentes de grandes líderes, que transferem frustrações, anseios e conflitos para transpor obstáculos e alcançar objetivos, o jogador fazia o seu melhor nos gramados.

A cada GOLLLL , a torcida delirava e já se preparava para a sonhada entrega da taça, embalada ao som de “É CAMPEÃO”...

A potente carga de tensões emocionais, frustrações e dissabores foram expressos pelo povo brasileiro em manifestações pacíficas ou não, antes e durante a realização dos jogos ao mesmo tempo na esperança de um patriotismo que clamava por VITÓRIA, no símbolo do ídolo Neymar.

Não se imaginava que um golpe desonesto pelas costas tivesse o poder de fraturar uma das vértebras da coluna lombar do jogador, desmoronando ao mesmo tempo a esperança de dias melhores.

A coluna vertebral representa para o corpo humano uma estrutura óssea poderosa que nos mantém na posição ereta e é responsável pela mobilidade articular e pela execução dos movimentos. Na linguagem biológica e emocional, uma fratura nessa região pode denunciar conflitos, inflexibilidade ou certa desvalorização frente a valores e crenças.

Acredito não ter sido à toa que o fato tenha ocorrido devido à relação de forças impactantes na estrutura fragilizada da nação. Testemunhamos de norte a sul cenas rotineiras e comoventes nos noticiários que mostram crianças famintas em escolas abandonadas devido à má gestão dos governos, pelo desvio de verbas, pela corrupção dos dirigentes dos municípios, dos estados e do país ou pelos doentes que se arrastam e morrem nas portas e corredores de hospitais. 

A sociedade assiste a tudo isso e em cada cidadão de bem nasce um sentimento que é um misto de revolta, impotência, desalento e insegurança.

A dor de nosso herói demonstrada nas lágrimas também está nas expressões tristes de tantos que esperam por um Brasil triunfante não só no futebol, mas principalmente, na educação, na cultura e na política.

No corpo humano, uma vértebra é sobreposta à outra e cada qual na sua função permite independência e organização dos movimentos, assim como qualquer sistema exige harmonia e equilíbrio de seus componentes.

Os alemães deram um show de bola e de exemplos, ao exercerem a cidadania com toda a ajuda ofertada ao povoado de Cabrália e do Brasil.

Que o belo exemplo seja seguido por todos e como heróis de nossa própria vida possamos fazer a diferença significativa na vida de outros.

 

Ângela Schiezari Garcia

CREF 000690-G /SP - CREFITO 162573-F

Educadora física e fisioterapeuta

Osteopata, terapeuta self-healing e de leitura biológica

Radiestesista Genética

Studio Prátik – Rua Pedro Vaz, 291 – Centro Fone: (11)4784-6289

São Roque – SP – CEP: 18130-490










Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.