Sexta-Feira, 27 de Maio de 2022

Suzi Barboza

Susy Barboza é escritora, poetisa e compositora e quer compartilhar pensamentos

Ver todas as colunas

Xote do Emigrante



Xote do Emigrante

 

Eu vim do Norte

Pra, no Sul, tentar a sorte

Que me disseram

Que essa gente é muito boa

Chega de seca 

e de tanto passar fome

Vim fazer nome

 na tal terra da garoa...

 

O ano inteiro trabalhei

Sem reclamar

Juntei dinheiro 

tive que economizar

Pro Rio de Janeiro

Minhas férias vim gozar

Quem sabe ate minha senhora

Encontrar...

 

Cheio de ilusão, pinga e confusão

A vida do matuto

Ate parece a do peão 

 

Eu vi a praia e quase perco 

Meu juízo, meu sentido

É muita gente e tanta água

E quase nada de vestido

Todo mundo besuntado 

Se esfregando e se esticando

Igual lagarto a de esquentar

 

Apareceu bem do meu lado

Uma mocinha bonitinha

Olhou pra mim num jeito dado

E quis no xopin me levar...

 

Rapaz, voce não vai acreditar

Mas meu dinheiro

O que levei um ano inteiro

Pra juntar

Em meia hora a espevitada vi gastar...

 

Mas foi a morte,

Eu decidi voltar pro norte

Se a minha sorte não demora 

Patroa sabe perdoar 

 

Vou me embora

Essa cidade é muito cheia

De maluco...

Volta aqui? Só de trabuco

Já sei que lá é meu lugar...

 












Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.