Domingo, 25 de Julho de 2021

9/6/2009 - São Roque - SP

Agressão na Câmara de Mairinque é destaque negativo na imprensa




da Redação

Na sessão da Câmara de Mairinque do último dia 27, o comerciante Amadeu Zaparoli e o vereador Sérgio Ribeiro (PTB) discutiram fortemente e a briga chegou às vias de fato.

Segundo o diário sorocabano Cruzeiro do Sul, a discussão verbal chegou a virar uma agressão e os dois envolvidos agora recorrem aos seus direitos. Zaparoli registrou BO contra o vereador, que garante que vai processar o munícipe, ambos alegam crime contra a pessoa.

Em entrevista ao Cruzeiro do Sul, Amadeu Zaparoli, de 59 anos, afirmou que acompanhava a sessão quando o parlamentar chegou, com atraso de meia hora. O comerciante conta que um colega comentou do atraso e ele respondeu dizendo que na semana anterior aquele mesmo vereador havia faltado. Foi neste momento que Ribeiro teria se exaltado e começado a ofender o comerciante.

Ao jornal sorocabano, Zaparoli contou que Ribeiro não gostou de sua fiscalização e partiu para cima. “Ele achou que eu falei de forma provocativa e de lá do plenário começou a me ofender verbalmente com palavras de baixo calão. Eu retruquei e saímos no braço”, detalhou Zaparoli, que frisou ter apanhado do parlamentar.

O comerciante logo prestou boletim de ocorrência.

Já o vereador Sérgio Ribeiro (PTB), líder do governo Dennys Veneri na Câmara, se defendeu dizendo que na sessão do dia 20 de maio esteve ausente por causa de uma doença da esposa e que no dia da discussão chegou atrasado porque esteve na Capital junto do prefeito, pleiteando melhorias e verbas para o hospital local, onde também trabalha.

Alegou que estava em São Paulo, junto do vereador Netinho de Paula (vereador por São Paulo, que não tem qualquer gerência sobre outra cidade) e mais o prefeito, discutindo formas que possam levar melhorias para o hospital, que ele concorda ser o grande problema local. “Eu estava fazendo justamente meu papel de vereador, que é buscar recursos para a própria cidade”, justificou, falando ao jornal.

O vereador ainda alegou que antes mesmo de se justificar, foi ofendido verbalmente: “Eu sou médico cirurgião, trabalho no hospital local e não raramente sou chamado para alguma emergência. Nem por isso deixo de cumprir meu papel como vereador ou deva ser ofendido”, frisou.

O parlamentar disse ainda que se alterou na ocasião devido à presença de suas filhas, menores, no local.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Guia São Roque.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.