Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019

13/4/2018 - São Roque - SP

Artigo Endometriose, por Dra. Patrícia Bretz:




da assessoria de imprensa 

Neste artigo vamos falar da Endometriose, uma doença que causa muita dor e insatisfação nas mulheres.

A Endometriose é uma doença extremamente prevalente, que acomete cerca de  15% das mulheres em idade reprodutiva -  e no grupo das mulheres inférteis a prevalência sobe para 50%.

Os principais sintomas são: cólicas, que pode ser inclusive fora do período menstrual, mas principalmente durante o período menstrual, dor na relação sexual, sangramento uterino aumentado, dor para evacuar e até mesmo para urinar.

Atualmente, a investigação da doença é baseada na queixa da paciente, mas muitas demoram por sempre ouvirem que “cólica é normal”. Os exames complementares basicamente são a Ressonância Magnética e o Ultrassom Transvaginal com Protocolo de Endometriose.

Na medida em que se chega ao diagnóstico, o tratamento deve ser o mais precoce possível, pois conforme ao quadro se atrasa e a dor avança ocorre o que se chama de ‘memória da dor’ –  e  isso acontece quando a dor foge do período menstrual – daí, nem sempre o tratamento vai deixar a paciente completamente assintomática, apesar de garantir  ganho na qualidade de vida.

Como mencionei, infelizmente, quando a paciente procura a equipe médica já se trata de uma doença arrastada por anos, com comprometimento neurológico, pela memória da dor, que é o que acontece em situações de guerra em que a pessoa tem um membro amputado, mas continua sentido dor naquele membro. Assim, temos uma grande melhora, mas acontece da paciente ainda ficar insatisfeita.

O tratamento clínico já avançou muito e deve ser iniciado principalmente nas pacientes com histórico familiar, já desde a adolescência, durante as primeiras menstruações. Dentre os tratamentos clínicos, o Implante Hormonal tem sido um tratamento revolucionário.

É possível fazer uma modulação hormonal com Implantes, com duração de um ano, e uma dose equivalente a menos a um mês de um tratamento convencional com pílula anticoncepcional oral, que apesar de possuírem dosagem hormonal muito superior, não diminuem as lesões de Endometriose, apenas a inflamação ao redor.

Vale lembrar que as únicas medicações que fazem a redução das lesões são os Implantes Hormonais e as e Injeções que induzem à Menopausa, mas que podem ser utilizadas por no máximo seis meses, por causarem osteoporose.

E quanto à melhora de dor, os trabalhos médicos indicam 50% já nos primeiros três meses de uso dos implantes Hormonais.

A grande vantagem dos Implantes Hormonais é que eles podem ser usados por longa data, sem levar à Osteoporose e outros danos à paciente; ao contrário, seus e efeitos colaterais são ganho de massa muscular, melhora da libido, melhora da TPM. 

Dos Implantes para tratamento específico de Endometriose temos a Gestrinona e o Nestorone, que podem ser associados a outros tipos de hormônios, de acordo com a resposta de cada paciente, ou seja, a individualização do tratamento, de acordo com a dose e o tipo de hormônio, é uma particularidade deste tipo de Implante Hormonal.   

 Há também a opção da cirurgia, mas em caráter de exceção, a ser discutida pela equipe médica, em casos de lesões em apêndice, ou lesões extensas de intestino.

Por fim, gostaria de ressaltar que dor e cólica não são normais. Ter qualidade de vida, uma alimentação equilibrada, praticar exercícios com regularidade, cuidar-se e ter a libido em alta, sim.  

Mães que possuem diagnóstico de Endometriose devem cuidar precocemente de suas filhas para que não percorram o mesmo caminho de dor. Consulte sempre seu médico de confiança!

Espero que tenham gostado. E até o próximo Artigo.

 Patrícia Bretz - Médica Ginecologista

 Especialista em Oncologia Ginecológica pelo Instituto Brasileiro de Controle do Câncer

 Especialista em Endometriose pelo Hospital Sírio Libanês.

 Especialista em Implantes Hormonais pela ELMECO

 Professora de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina São Camilo.

Serviço:

Clínica Nova Vitta | Dra. Patrícia Bretz

Endereço:Rua Ismael Victor de Campos, 135, Jd. Meny - São Roque – SP - Tel.: (11) 4784-1535.  Instagram:@drapatriciabretz

Informações à imprensa:

Malu Abib Comunicação Estratégica – 55 (11) 9 9519 0239 | 4784 7175| skype: malu_abib |e-mails: malu@maluabib.com.br | malu.abib@hotmail.com | facebook.com/maluabib  |instagram.com/maluabib | pinterest.com/maluabib |twitter @maluabib |www.maluabib.com.br

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Guia São Roque.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.