Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021

1/7/2009 - São Roque - SP

Chuva não afasta bom público na cerimônia de abertura dos Regionais




 do O Democrata nos Esportes

Nem mesmo a previsão de chuva, que acabou se confirmando, afastou o bom público que compareceu na noite de ontem no Estádio Municipal Quintino de Lima, no Junqueira, para a Cerimônia de abertura dos 53º Jogos Regionais de São Roque 2009.

Nem mesmo a nova arquibancada tubular montada perto do portão principal de entrada, em frente aos vestiários foi suficiente para acolher as mais de 4 mil pessoas que se emocionaram com a bela festa preparada pelo comitê organizador dos Jogos.

Antes mesmo da abertura oficial dos trabalhos, um momento de muita agitação com a chegada do pentacampeão mundial de Cafu. O lateral direito chegou em uma Mercedez acompanhado de sua esposa e logo se encontrou com o prefeito Efaneu no palco montado no gramado. Ali atendeu a dezenas, se não centenas de pedidos de fotos.

Depois de um belo texto lido pelo chefe de cerimônias Cláudio César, foi aberto oficialmente o evento, com a entrada das delegações de cada uma das 58 cidades participantes desta 53ª edição dos Jogos. Pouco antes de os atletas de São Roque entrarem no Quintinão, uma chuva forte começou a cair sobre a torcida e sobre os atletas, que usaram as bandeiras de suas respectivas cidades para um fim pouco nobre: protege-los do pé d’água que caía sobre o estádio.

No momento em que a delegação de São Roque se arrumava no centro do gramado uma surpresa: um estrondo! E lá se ia a energia elétrica. No escuro, se destacavam nas arquibancadas as pulseiras distribuídas pela organização, abrilhantando ainda mais a noite.

Com a volta da energia e com todas as delegações no gramado, foi entoado o hino nacional, cantado a todo pulmão pelas milhares de pessoas presentes ao Quintinão. Com a bandeira brasileira hasteada, entrou no gramado a bandeira dos Jogos Regionais trazida por quatro alunos da APAE (Associação de Pais e Amigos do Especial). Acompanhado de dois atletas participantes das competições promovidas pela APAE, Maurinho (Wilson Setter), ex-jogador de futebol amador da cidade, adentrou ao gramado com a tocha olímpica.

Seguindo por toda a extensão do campo do Quintinão, Maurinho levou a tocha até um aviãozinho que carregou o fogo sagrado do esporte até a pira, onde ficará acesa durante toda a competição.  

Em seguida, Michele Carlassara, técnica da equipe de ginástica rítmica de São Roque, realizou o juramento do atleta, acompanhada de todos os esportistas presentes. Depois foi a vez de Efaneu discursar e dar a boas vindas oficiais a todos os atletas, torcedores e convidados que vieram e virão a São Roque para os Jogos e sugeriu que eles se espelhassem no pentacampeão Cafu, que também falou: “Eu disputei os Jogos Regionais no final da década de oitenta e foi nesta ocasião que empresários viram o meu futebol e foi então que começou a decolar a minha carreira. É por isso que todos os atletas aqui presentes devem se dedicar a cada dia, a cada treino, a cada jogo, a oportunidade pode vir a cada momento e os Jogos Regionais são uma grande oportunidade para isso”, lembrou.

Para encerrar a festa com chave de ouro, uma linda apresentação das crianças e jovens são-roquenses, que encantaram a todos com sua energia e carisma, com números artísticos apresentados pela ginástica artística que treina na Brasital, pelo projeto De Boca Aberta e também do projeto Karatekinha do Brasil, que já rende frutos à cidade também com possíveis medalhas nos jogos. O espetáculo emocionou ao grande público presente no estádio que ainda viu no final da cerimônia uma longa queima de fogos.

Sete anos depois

O dia de ontem sem dúvida foi especial para Cafu. Não só porque participou e se emocionou na cerimônia de abertura dos Jogos Regionais, mas porque ontem ele e todo país comemoraram o sétimo aniversário da conquista do pentacampeonato mundial de futebol.

A conquista se deu em 2002, quando Cafu ainda jogava na Roma, da Itália. Ele era o capitão da seleção brasileira que saiu desacreditada do país sob o comando de Luis Felipe Scolari e conquistou o título de maneira invicta. Na final, ainda superou a forte seleção da Alemanha, por 2 x 0, com dois gols de Ronaldo.

Emocionado, Cafu levantou a taça de campeão do mundo e homenageou sua esposa e o Jardim Irene.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Guia São Roque.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.