28/7/2009 - São Roque - SP

Segundo MEC, UNISO desrespeita a lei e pode perder cursos

da Redação

O Ministério da Educação notificou ontem 35 universidades que não cumprem os percentuais mínimos de professores com dedicação integral ou com títulos de mestre e doutor como manda a lei.

Na lista está a UNISO, a Universidade de Sorocaba.

As universidades terão três meses para resolver o problema e caso continuem irregulares, estão sujeitas a processos administrativos que poderão culminar com o descredenciamento de cursos.

As instituições de ensino superior devem ter um terço do corpo docente com dedicação integral.

Para professores com título de mestre e doutor, centros universitários têm que respeitar a proporção de 20%, e universidades, de um terço.

A UNISO tem 15,99% dos seus professores trabalhando em tempo integral, menos da metade do que manda a lei.

Com mais de 76% de mestres e doutores, ela se enquadra com sobras nesta questão.