Sábado, 21 de Outubro de 2017

15/2/2008 - São Roque - SP

Projeto Ipês realiza 3ª. Maratona no Ski Park




A Prefeitura Municipal da Estância Turística de São Roque por meio do Departamento do Bem Estar Social e com apoio dos Departamentos de Educação, Turismo e Cultura, vem implantando o Projeto Ipês, elaborado e executado pela AHPCE - Associação Holística de Participação Comunitária Ecológica, com a comunidade jovem de Mailasqui assistidas pelo Programa do Governo Federal, Renda Cidadã.

O Projeto Ipês, voltado exclusivamente para os jovens inscritos nos Programas Ação Jovem e Agente Jovem, funciona em três núcleos diferentes, com abordagens diferenciadas e de múltiplo interesse: Núcleo Ipê Roxo, na Estação Maylasky, com atividades denominadas Vivências Expressivas; Núcleo Ipê Amarelo, na EMEF Roque Verani, com Cidadania e Meio Ambiente; Núcleo Ipê Branco, em Goianã, com Produção Artesanal.

Durante o desenvolvimento do projeto, que vem sendo elaborado desde novembro de 2007, foram realizadas três maratonas, na qual, todos os participantes apresentarem a produção de seus respectivos núcleos e se integraram na proposta coletiva que tem o protagonismo juvenil e a iniciação para o turismo receptivo como principais eixos norteadores das atividades. A terceira maratona e última da fase de implatação do projeto aconteceu no dia 31 de janeiro no Ski Mountain Park. Os jovens apresentaram seus trabalhos realizados no processo criativo com encenações teatrais curtas com ênfase no trabalho corporal e vocal, produtos artesanais feitos com bambu e painéis de informações levantadas nos principais pontos turísticos da cidade.

“O Projeto Ipês, caracterizado por oficinas expressivas de protagonismo juvenil e turismo receptivo, proporcionou através de suas atividades aos jovens vinculados aos programas sociais Agente Jovem e Ação Jovem de Desenvolvimento Social e Humano (Governo Federal) e Ação Jovem (Governo Estadual), inserção e permanência do jovem no sistema educacional, mudança de comportamento com vista à construção de novo projeto de vida, direitos assegurados, integração social. Enquanto política pública, considerando que estas ações socioeducacionais contribui significativamente para a melhoria dos indicadores sociais, proporcionando ocupação de maneira que não configure trabalho, mas, que contemplando, dentre as atividades, a sondagem das aptidões vocações, oportunizem a estes jovens melhores condições para futura inserção no mercado de trabalho, além deles construírem como jovens atuantes em suas comunidades e na sociedade como cidadãos", destaca a Psicóloga e coordenadora dos programas sociais Ação Jovem e Agente Jovem vinculados ao Departamento do Bem- Estar Social, Valéria Moraes Martins.

O coordenador do Projeto, Paulo Bottós, aponta também a orientação vocacional e o estreitamento da relação dos jovens com sua cidade como os dois aspectos diferenciais do projeto Ipês. “Vivemos uma mudança de tempo e um tempo de mudanças, a era pós-industrial está instalada, é preciso desconstruir a idéia única de preparação de mão-de-obra ou da relação empregado/patrão como únicas alternativas de futuro ao jovem, e construir novas idéias geradoras de conhecimento, de renda, de qualidade de vida dentro de uma política pública ampla, como essa, que valoriza as potencialidades da cidade, que entende o jovem como protagonista de sua vida, como portador de talentos, aptidões e inteligências essenciais às novas relações de produção e trabalho”.

Fonte: Prefeitura de São Roque


Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Guia São Roque.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.