Sábado, 19 de Setembro de 2020

11/8/2009 - São Roque - SP

Setor industrial de São Roque bate recorde de emprego e é destaque na TV TEM




da Redação

Matéria exibida na edição de ontem da segunda edição do Tem Notícias, da TV TEM de Sorocaba, mostrou uma situação inédita: São Roque teve o melhor desempenho do setor industrial no primeiro semestre de toda a região de Sorocaba, com forte crescimento no nível de emprego.

O texto a seguir mostra a situação da indústria são-roquense no primeiro semestre:

Nem mesmo a crise econômica que vem quebrando empresas do mundo inteiro, causando forte recessão em diversos países, inclusive no Brasil, atrapalhou o sensível crescimento da indústria de São Roque neste primeiro semestre de 2009.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho e Emprego, a indústria paulista fechou o primeiro semestre com um saldo negativo de mais de 32 mil postos de trabalho, o que representa o fechamento de 1,22% das vagas existentes no primeiro dia do ano. Na região de Sorocaba os números foram ainda piores, com um saldo de 7 mil postos fechados, o que representa -5,5% das vagas.

Na contramão do que se vê em todo o país, a indústria de São Roque vive o seu momento de mais forte crescimento desde que o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, produzido pelo Ministério do Trabalho e Emprego) começou a publicar suas estatísticas, em 2000. Segundo os dados do Governo Federal, em São Roque a indústria assinou 769 carteiras de trabalho entre janeiro e junho deste ano, dando baixa em outras 583, um saldo de 186 novas vagas na cidade. Este é o recorde absoluto na década, superando inclusive o ano de 2004, quando foram abertos 185 postos de trabalho. O crescimento no semestre, assim, foi de 4,65%, mais de cinco vezes maior do que o crescimento geral do município, considerando todos os setores econômicos, que atingiu 0,85%.

O dado ganha ainda mais importância quando se compara com outras estatísticas. Em 2009, pela primeira vez na década, a Indústria foi o setor que mais contribuiu para o crescimento no número de empregos formais em São Roque. Além disso, se recuperou de um cenário negativo nos últimos três anos, já que de 2006 a 2008 sempre fechou o primeiro semestre com saldo negativo em número de carteiras assinadas. Em 2008, o saldo havia sido de 12 postos fechados no primeiro semestre.

Para Vinício César Pensa, presidente da AISAM, a Associação das Indústrias de São Roque, Araçariguama, Alumínio e Mairinque, os números do primeiro semestre mostram que a indústria de São Roque deve retomar o seu crescimento: “Chega a ser surpreendente ver que São Roque foi, nos primeiros meses do ano, uma ilha de crescimento em meio a um mar de recessão. Mais surpreendente ainda é que, mesmo com a crise, tivemos o melhor primeiro semestre da década. Isso acontece porque temos um parque industrial diversificado e que cresceu com organização, com planejamento, e agora estamos colhendo os resultados. Cada dia mais, a mão de obra é qualificada na cidade, graças a parcerias importantes com a Prefeitura, o SESI e o Sebrae, assim como todo o Sistema S e a FIESP”. Ele acredita que o segundo semestre possa trazer números ainda melhores para a cidade: “É com muito orgulho que a indústria volta a trazer um grande número de empregos para São Roque. No segundo semestre esperamos continuar nesta crescente, ajudando no desenvolvimento da cidade”.

 O presidente da AISAM destaca o apoio que a indústria de São Roque tem dado aos jovens da cidade: “Graças à boa formação em escolas como a do SESI, o jovem são-roquense chega ao mercado de trabalho cada vez mais bem preparado. Assim, a indústria cada vez mais tem dado chances para o primeiro emprego. Só neste semestre, estreamos 118 carteiras de trabalho, o que representa 18,3% das contratações. Na região de Sorocaba, essa média é de 16,4% e no Estado de São Paulo chega a 14%. Esse número mostra o quanto a indústria acredita em São Roque, quanto trabalha para dar maiores oportunidades de crescimento à cidade”.

Região

Enquanto a indústria de São Roque vive grande momento, seus vizinhos passam por dificuldade. Tanto Mairinque quanto Araçariguama e Alumínio tiveram o pior primeiro semestre da década. Mairinque fechou 48 vagas, ficando negativo pela primeira vez em dez anos, Araçariguama fechou outras 204, enquanto Alumínio perdeu 426 postos de trabalho.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Guia São Roque.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.