Sábado, 15 de Agosto de 2020

24/11/2008 - São Roque - SP

Sobe para 43 o número de mortos por causa das chuvas em SC




O governo de Santa Catarina continua a contabilizar mortos devido à chuva que atinge o Estado. Segundo a Defesa Civil, já foram confirmadas 43 mortes, sendo dez em Blumenau, quatro em Luiz Alves, sete em Jaraguá do Sul, nove em Ilhota, duas em Rancho Queimados, quatro em Rodeio, duas em Benedito Novo e as outras cindo foram registradas nas cidades de Pomerode, Brusque, Gaspar, Garuva e Bom Jardim da Serra.

Quatro municípios estão isolados - Rio dos Cedros, Pomerode, Itapoa e Benedito Novo. O órgão registra ainda 19.889 desalojados e desabrigados, sendo 7.405 desalojados - os que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares - e 12.484 desabrigados - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos. Cerca de 1,5 milhão de pessoas foram afetadas. De acordo com a Defesa Civil de Santa Catarina, as chuvas permanecerão até quarta-feira (26).

Blumenau
Com novas quedas de barreira, na noite de domingo (23), o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinübing, decretou estado de calamidade pública no município.

Na tarde de ontem (23), Kleinübing se reuniu com o governador Luiz Henrique da Silveira e acertou para hoje (24) o reforço de mais dois helicópteros para ajudar no atendimento. No total, 500 estão desalojados e 75 desabrigados. Cerca de 800 pessoas estão em abrigos e outras 4.200 buscam refúgio na casa de amigos, parentes ou vizinhos em Blumenau. Aproximadamente 150 mil pessoas estão sem energia elétrica.

Diversos municípios atingidos
Quase 40 municípios tiveram grave prejuízos em decorrência das chuvas. Joinville, uma das cidades mais atingidas, conta 2.350 pessoas desalojadas e desabrigadas. Em Balneário Camboriú, parte do Hospital Santa Inês foi atingido pelo desmoronamento de um barranco e os pacientes tiveram que ser removidos para outros setores.

Em Brusque, 50% das casas estão sem energia elétrica. Houve deslizamentos e alagamentos e 100 casas tiveram que ser interditadas. O rio Itajaí-Açu está transbordando após subir mais de 7 metros. Na capital Florianópolis, existem 195 desabrigados, principalmente no sul da ilha.

Em Gaspar são 2.500 pessoas desabrigadas devido a alagamentos. Em Itapema são quase mil desabrigados e 120 desalojados. Em Itajaí os deslizamentos e alagamentos desabrigaram 1.200 pessoas e desalojaram outras 2 mil. A situação é grave também em Rio dos Cedros, onde cerca de 2 mil pessoas desabrigadas.

O governador Luiz Henrique da Silveira decretou situação de emergência na tarde de sábado. Na manhã de domingo, a Defesa Civil emitiu alarme também para Blumenau e todo o Vale do Itajaí.

O gerente de Operações da Defesa Civil, major Emerson Neri, lembra que a situação deve piorar nos próximos dias porque as chuvas vão continuar. "Está chovendo ininterruptamente há quase dois meses e infelizmente a expectativa da meteorologia é de que o clima não mude nos próximos dias. Praticamente todos os municípios do litoral, de norte a sul, foram afetados. E ainda não temos informações consolidadas de todas as cidades", comentou.

Diversos trechos de rodovias estaduais e federais estão interditados por causa de deslizamentos e queda de barreiras. Na SC-410, uma barreira caiu e interditou os dois sentidos. A via também está bloqueada na altura do km 235 da BR-101, no sentido Norte-Sul, próximo ao Morro dos Cavalos. Na BR-280, há interdições nos quilômetros 69 e 73, em Jaraguá.

A via continua fechada no km 33 da BR-470 devido à explosão de um gasoduto, que gerou uma cratera no local. Ainda há risco de outros deslizamentos por isso a Defesa Civil orienta a população a usar seus veículos apenas em casos de emergência.

Cestas básicas, colchões, cobertores e kits de higiene estão sendo entregues às famílias atingidas pela chuva. O governo de Santa Catarina fez contato no domingo (23) com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para reforçar o pedido de auxílio à região de Blumenau, principalmente com helicópteros nas áreas isoladas da cidade. Ao presidente, o governador disse que o maior problema na região é a chuva constante.

Também foram procurados os governadores do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), e do Paraná, Roberto Requião (PMDB), para pedir apoio na atuação junto à Defesa Civil. O Estado do Paraná autorizou na tarde de ontem o envio de 140 bombeiros militares, 16 viaturas, 15 barcos, dois helicópteros e um avião para auxiliar às vítimas de Santa Catarina.

O abastecimento de gás entre o município de Guaramirim, em Santa Catarina, até o Rio Grande do Sul, foi interrompido na noite de ontem por causa das chuvas, segundo nota divulgada pela Transportadora Brasileira Gasoduto Brasil-Bolívia.

De acordo com a nota da TBG, a interrupção se deu por conta de um "acidente no duto, seguido de fogo e ruído elevado, no trecho do gasoduto Brasil-Bolívia, na localidade de Belchior, na região de Gaspar, em Santa Catarina".

Chuvas em Santa Catarina danificam gasoduto Brasil-Bolívia
O abastecimento de gás entre o município de Guaramirim, em Santa Catarina, até o Rio Grande do Sul, foi interrompido na noite de ontem por causa das chuvas, segundo nota divulgada pela Transportadora Brasileira Gasoduto Brasil-Bolívia.

De acordo com a nota da TBG, a interrupção se deu por conta de um "acidente no duto, seguido de fogo e ruído elevado, no trecho do gasoduto Brasil-Bolívia, na localidade de Belchior, na região de Gaspar, em Santa Catarina".

Não há registro de vítimas ou danos a edificações, de acordo com a empresa, e o vazamento e o fogo foram debelados após o fechamento das válvulas de segurança do gasoduto próximas ao local do vazamento.

O acidente se deu por conta das fortes chuvas e inundações ocorridas na região de Santa Catarina e foi identificado ontem. Segundo a nota, a empresa acionou imediatamente seu plano de contingência com a mobilização de equipamentos, materiais e recursos humanos para efetuar o reparo do gasoduto para que o abastecimento seja normalizado rapidamente.

Fonte: UOL



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Guia São Roque.


Enviar esta notícia por email

Imóveis em São Roque

Apartamentos

Áreas Industriais

Casas

Chácaras

Comercial

Condominios

Fazendas

Haras

Sítios

Terrenos

Anuncie seu Imóvel

Além de consumir o serviço de Aluguel de louças para festas.

Quando se pensa na realização de um evento social, seja ele uma festa familiar ou uma recepção empresarial,Aluguel de louças, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos a serem usados é grande. Além de consumir bastante tempo, o custo e a logística de obtenção dos mesmos é significativa.

Aluguel de louças para festas Moema, a preocupação com a aquisição dos pratos, talheres e outros equipamentos é significativa.



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.